Casa High Tech: 10 itens para deixá-la mais moderna

Enquanto você relaxa e toma um bom vinho em frente à lareira (que é, na verdade, um elegante holograma hiper-realista), um pequeno robô limpa as janelas do seu apartamento e faz com que a vista fique ainda mais bonita.
Sem sequer sair do lugar, você aciona um controle no seu smartphone e, a poucos metros de distância, no banheiro, a água da banheira de hidromassagem começa a esquentar. Você sorri e, em silêncio, alegra-se por morar em uma casa high tech.

Convenhamos: uma cena como essa certamente faz parte de um filme de ficção científica ou de um episódio de Os Jetsons (aquele desenho animado futurista), certo? Errado. O futuro parece, enfim, ter chegado para nós. Hoje, ter uma casa altamente tecnológica e inteligente já é uma realidade para muitas pessoas — e, acredite, a próxima delas pode ser você.

Por isso, se você é do tipo que preza por conforto e comodidade e está disposto a investir um pouco mais em uma casa moderna e inteligente, continue lendo e descubra, a seguir, as principais inovações disponíveis no mercado!

Afinal, o que é uma casa high tech?

Antes de partir para a prática e revelar alguns dos destaques do mercado, é preciso lembrar que uma casa high tech está muito além de uma mobília alinhada às maiores tendências de decoração do ano.

Para que a residência seja considerada de alta tecnologia, é preciso que dois fatores fundamentais entrem em ação e atuem conjuntamente: aparato tecnológico de ponta e muita, mas muita funcionalidade. Ou seja, é considerada high tech toda casa que utiliza-se da tecnologia para facilitar o dia a dia dos seus moradores.

Por meio de recursos como a automação, essas casas conseguem não apenas reduzir o consumo de energia elétrica e aumentar a segurança, mas também proporcionar aos seus residentes muito mais conforto e comodidade.

Conheça, a seguir, 10 exemplos de itens de decoração e gadgets tecnológicos presentes em uma casa high tech!

1. Limpador automático de vidros e janelas

Água e vinagre? Detergente neutro e álcool? Jornal? Esqueça. Na casa high tech, limpar vidros e janelas tornou-se uma missão muito mais fácil! Investindo cerca de dois mil reais, já é possível levar para a sua residência um pequeno e poderoso robô capaz de limpar e secar esquadrias de vidro com ou sem molduras.

Para utilizá-lo, basta colocar o produto de limpeza no local apropriado, grudá-lo na janela e apertar o botão de ligar. Graças ao seu potente sistema de sucção, o aparelhinho permanecerá grudado no vidro ou na janela e mapeará o caminho da limpeza. Três tipos de limpeza são possíveis: spray, rodo e secagem.

2. Privada ecológica

Privada com assento e tampas com sensor de movimento, filtro que desodoriza o ambiente, painéis de luz, aquecedores para os pés e bidê embutido já são realidade! A privada do futuro já está disponível no presente e conta, até, com seis alto-falantes capazes de reproduzir música via estação remota.

3. Aspirador de pó compacto embutido

Quem nunca resolveu usar o aspirador de pó e precisou ficar trocando a tomada cada vez que mudava de cômodo? Isso sem falar, é claro, na dificuldade na hora de guardá-lo. Em uma casa high tech, porém, esses problemas não existem!

Já é possível encontrar aspiradores embutidos, com menos de 50 cm de altura, que funcionam por meio de um motor compacto conectado a uma mangueira capaz de limpar com tranquilidade residências com até 70 m².
Maravilhoso, não é mesmo? O filtro do aspirador é superpoderoso e consegue remover até 99,97% das sujeiras miúdas — incluindo, portanto, ácaros e fungos.

4. Mesa solar

Essa inovação é para aqueles que adoram as áreas externas! Trata-se, basicamente, de uma mesa à prova d’água e capaz de converter energia solar em energia elétrica. Quatro horas é o tempo necessário para completar o carregamento. A partir daí, será possível utilizá-la para carregar notebooks, celulares, caixas de som e outros eletroeletrônicos.

5. Purificador de ar da NASA

Esse poderia ser mais um item de decoração sofisticado, mas o gadget vai além. Projetado pela equipe da NASA, o purificador de ar utiliza-se da nanotecnologia para eliminar as toxinas e, assim, aliviar os sintomas de alergias e da asma. Com duas câmeras internas, o aparelho oxida os microrganismos e ainda conta com um funcional sistema touch screen.

6. Chaves inteligentes

Esquecer as chaves e ficar do lado de fora é coisa do passado. Atualmente, já é possível encontrar sistemas que abrem e fecham portas usando impressões digitais previamente cadastradas — ou até mesmo o smartphone devidamente equipado com a tecnologia de identificação por radiofrequência, o chamado R-FID.

7. Decoração criada com holograma

Com certeza, você já viu esse recurso sendo aplicado em algum filme. Em linhas gerais, a holografia consiste em uma técnica que usa a interferência da luz para projetar imagens 3D. A tecnologia tem se tornado cada vez mais acessível e já começa a ganhar belos usos na decoração.

Por que não ter uma lareira hiper-realista feita, na verdade, com hologramas? É possível, ainda, usar a técnica para aplicar diferentes estampas a móveis preexistentes. Acredite: o efeito visual é incrível!

8. Robô cortador de grama

Esse aqui funciona mais ou menos como o limpador de vidros e janelas: trata-se de um robô de pequeno porte capaz de cortar a grama automaticamente.

Sem ajuda humana, a máquina mapeia o caminho a ser feito e capina o seu jardim, mantendo-o sempre bonito e bem aparado. Pensa que acabou? Nada disso! Munido de painel solar, o robozinho é capaz de carregar a sua própria bateria em condições climáticas favoráveis.

9. Chuveiro inteligente e sistemas de economia de água

Agora não tem mais desculpas. Com os chuveiros inteligentes e econômicos, uma luz azul acenderá dois minutos após o início do seu banho, informando-lhe, assim, que está na hora de deixar o banheiro.

Caso você insista e continue, uma luz vermelha acenderá e, a depender das configurações feitas previamente, o fluxo de água poderá ser alterado, tornando-se mais fraco e reduzindo o consumo de água.

10. Sistemas de automação

A característica mais marcante de uma casa high tech é, muito provavelmente, a automação. Por meio de sistemas automáticos é possível que os moradores da residência controlem diversos equipamentos à distância, por meio do celular, ou, ainda, que os aparelhos eletrônicos se autorregulem, efetuando medições e, se necessário, executando novos comandos.

É o que acontece, por exemplo, quando o ar-condicionado identifica que o ambiente já está suficientemente fresco e desliga sozinho, tornando o consumo energético muito menor e inteligente.

 

Fonte: Todeschini